sexta-feira, 28 de março de 2014

Prazo para recadastramento biométrico encerra dia 31 e não será prorrogado


Segunda-feira (31) é o último dia para fazer o cadastramento biométrico em Pernambuco. Em 35 cidades, incluindo a capital, Recife , a identificação do eleitor no momento do voto agora será feita por meio da leitura de impressões digitais - daí a necessidade do cadastro. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), não há previsão de mutirão nesta reta final do prazo.

Prevendo o aumento da procura nos próximos dias, o TRE-PE fez menos agendamentos para o fim de semana, visando as pessoas que chegam espontaneamente, sem marcar hora. “Só na Rui Barbosa [sede do TRE, maior posto], houve redução de quase 70% nas marcações.

Disponibilizei apenas 30% das vagas com hora marcada porque muita gente ainda prefere ir direto, sem agendar”, explica Raquel Salazar, coordenadora da biometria no estado. Ela lembra que mesmo para quem tem prioridade, a marcação ainda é mais vantajosa, uma vez que nos postos haverá outras pessoas na mesma situação e elas precisarão aguardar, entre si. “Existe prioridade melhor do que chegar e ser atendido no horário?”, diz Raquel.

Na segunda-feira (31), último dia, os onze postos vão funcionar de 8h às 18h. “Esse prazo não vai mais ser prorrogado porque ele é do TSE [Tribunal Superior Eleitoral]”, avisa a coordenadora da biometria. Para o atendimento, é preciso levar um documento oficial - habilitação, RG, carteira de trabalho - e um outro que comprove o vínculo com a cidade - extrato bancário, notas fiscais, contas de água, luz, telefone, cartão de crédito. Basta levar a original, não precisa tirar cópia.

Até o fim do dia na quinta-feira (28), 1.878.207 haviam sido atendidas em todo o estado desde o dia 8/11/2012, quando começou oficialmente o recadastramento no estado – a primeira cidade foi o Recife e as demais foram iniciando gradualmente. “Recife essa semana vai ter atendido mais de 40 mil [ao fim desta sexta-feira]”, diz Raquel. Na capital, faltam se cadastrar mais de 180 mil pessoas (números da quinta-feira).

Depuração

“Em nenhuma revisão você atinge 100% de eleitorado. A última que fizemos foi em 1986; Desde então muita gente tem mais de 70 anos, mudou de cidade... A gente aproveita para fazer depuração do cadastro e estima que algo em torno de 10% não vão comparecer, por esse tipo de razão”, esclarece Raquel Salazar. Segundo ela, também é preciso levar em conta que a abstenção média na eleição no Recife é de 16%.

Missão cumprida

Em doze cidades, o cadastramento já foi concluído. São elas: Camutanga, Ferreiros, Sirinhaém, na Zona da Mata; Cachoeirinha, Canhotinho, Jurema, São Joaquim do Monte, São Caetano e Tacaimbó, no Agreste; e Carnaíba, Moreilândia, Tabira, no Sertão. Estão obrigados a passar pelo processo todos os eleitores - inclusive os maiores de 70 anos e menores de 18 que quiserem continuar votando - inscritos nos municípios abrangidos pela revisão com biometria. Fora os 12 que já concluíram, faltam: Afogados da Ingazeira, Altinho, Araripina, Arcoverde, Barreiros, Custódia, Escada, Garanhuns, Goiana, Ibirajuba, Igarassu, Ipojuca, Itaíba, Itambé, Moreno, Palmares, Petrolândia, Recife, Salgueiro, São José da Coroa Grande, São Vicente Ferrer, Serra Talhada e Timbaúba.

G1