sexta-feira, 14 de março de 2014

EDUARDO EVITA ATRITO POLÍTICO E ANUNCIA CONSTRUÇÃO DE NOVO HOSPITAL EM GARANHUNS

Vereador Gil PM cumprimenta o governador
 sob o olhar do ex-prefeito Eudson Catão
Eduardo Campos com funcionária 
do Dom Moura visita Hospital

O governador Eduardo Campos (PSB) fez um discurso curto, elegante, focando a agenda administrativa e assim evitou qualquer atrito político com o prefeito Izaías Régis (PTB), que não estava presente ao ato realizado no Hospital Dom Moura, no início da noite. O gestor se encontrava em Brasília, mas como recebeu o convite para a solenidade, na quarta-feira à tarde, via Chefia de Gabinete, enviou o Secretário de Saúde, Harley Davidson como representante do Município.

“Garanhuns é uma cidade muito querida, muito importante na minha carreira política”, elogiou o governador, dando a entender que procurou corresponder às votações que recebeu na cidade com obras importantes. Citou que sua primeira ação em 2007, com apenas 90 dias de governo, foi retirar o presídio feminino da Várzea, uma promessa de campanha. “Fiz assim num gesto simbólico, porque aprendi com Miguel Arraes que a maior qualidade de um político é honrar a palavra”, destacou.

Eduardo lembrou a situação de sofrimento em Garanhuns por água, que em determinados bairros demorava até 30 dias para chegar. Disse que nas rádios a reclamação era constante e o município não podia se desenvolver mais pela falta do líquido. “Então construímos a barragem e resolvemos este problema”, frisou o socialista.

O governador disse também que participou da luta, junto ao presidente Lula, para que Garanhuns ganhasse os primeiros cursos da Universidade Federal Rural de Pernambuco. “Depois disso como governador consegui dobrar o tamanho da UPE local e implantei o primeiro curso de medicina do interior do Estado”, salientou.

Ele ressaltou ainda a construção da Adutora do Agreste, com a obra já em andamento, que irá beneficiar Garanhuns e os municípios em volta. Chamou a atenção para os investimentos no Dom Moura e anunciou a construção do Hospital Regional do Agreste Meridional Mestre Dominguinhos, numa homenagem ao músico garanhuense.

A compra do terreno para a construção do novo hospital foi acertada ontem mesmo, entre o governador Eduardo Campos e o empresário Jeová Barros, irmão do ex-vereador Gedécio Barros. A área adquirida pelo Estado fica às margens da BR-423.

No ato também foi anunciado pelo Governo do Estado, através do Secretário de Saúde, Antônio Figueira, uma parceria com o Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro para atendimento e realização de exames de alta complexidade, como ressonância magnética. O convênio foi assinado pelo governador, o Secretário de Saúde Estadual e Fernanda Tinoco e José Tinoco Filho.

PRESENTES – Prestigiaram o governador Eduardo Campos em Garanhuns a maioria dos prefeitos do Agreste Meridional. Estavam no pátio do Dom Moura os seguintes gestores: Dannilo Godoy (Bom Conselho), Armando Duarte (Caetés), Neide Reino (Capoeiras), Ricardo Alves (Saloá),  Hernandes Albuquerque (Venturosa), Ivanildo Souza (Calçado), José Teixeira (Paranatama), Marco Calado (Angelim), Alexandre Martins (Terezinha), Celina Brito (Jupi), Rossine Blesmany (Lajedo) e Débora Almeida (São Bento do Una).

Também estavam presentes os deputados Claudiano Martins, Raquel Lira e Marcantônio Dourado. Além deles estavam no Dom Moura o gestor da GRE, professor Paulo Lins, a diretora da 5ª Região de Saúde, Ricarda Samara, o capitão Hudson, Ivan Rodrigues, vereadores Zaqueu Lins e Gil PM,  e os ex-prefeitos Luiz Carlos de Oliveira, Ivo Amaral, Sandoval Cadengue, Nenen e Eudson Catão.

Além do governador usaram da palavra o secretário de Saúde do Estado, Antônio Figueira, que relembrou suas origens garanhuenses e pediu para a comunidade defender o nome do Dom Moura. Raquel Lira destacou a ousadia de Eduardo em investir na saúde, construindo na sua gestão uma dezena de hospitais e 14 UPAES. A parlamentar também garantiu que o socialista não discrimina ninguém por conta de filiação a partido político.

Coube a Marcantônio Dourado, no seu discurso, alfinetar o prefeito Izaías Régis. Depois de elogiar os feitos de Eduardo, a quem chamou de “meu governador” e prometeu fidelidade, o deputado deu uma indireta para o prefeito de Garanhuns e disse que “convites sempre vão ter”, se referindo à queixa do petebista de que não tinha sido convidado para o ato do Governo em Garanhuns.

*As fotos de Eduardo Braga foram cedidas pela Secretaria de Comunicação do Governo do Estado.

Fonte: http://robertoalmeidacsc.blogspot.com.br/