sábado, 23 de julho de 2016

Andréa Amorim e Elza Soares incendeiam a Praça Mestre Dominguinhos



Um começo apoteótico: mal começou a maratona de shows, o FIG teve, em sua largada, o espetáculo provavelmente mais impactante desta edição. Com Elza Soares, Garanhuns assistiu, ao show mais contundente que o Brasil inteiro terá visto este ano.

"A Mulher do Fim do Mundo" é o nome do show com que Elza, quase octgenária, renova e reafirma sua voz como a mais aguda da música brasileira contemporânea. Limitada nos movimentos depois de um trauma de coluna, Elza foi amparada por uma solução cênica. Sentada num trono-altar, apareceu com uma saia-cenário de mais de 20 metros até a boca de cena.

Garanhuns não quebrou a regra e vibrou durante a execução de "Maria da Vila Matilde": o libelo de afirmação feminina contra a violência masculina que faz do verso "Você vai se arrepender de levantar a mão pra mim..." parecia um mantra. 





Antes de Elza, a garanhuense Andréa Amorim apresentou o show da sua turnê e emocionou o público ao se vestir com a bandeira de Garanhuns. Larissa Luz também brilhou e Karina Buhr botou fogo na Praça Dominguinhos com a afirmatividade sexualidada do pós-feminismo do show Selvática. Se jogou, literalmente, no palco. Foi uma noite de uma Garanhuns feminina, de mulheres que sabem - e podem - falar melhor o que precisamos dizer sobre gênero.

Confira mais imagens da noite de ontem (registradas por Hilton Marques) clicando AQUI.

O SABADÃO DO FIG: Hoje tem mais festa em Garanhuns. Logo mais a partir das 10h tem inicio as atividades do palco de Cultura Popular. Já á noite, a partir das 21h, no palco Mestre Dominguinhos tem Romero Ferro; Cátia de França e Xangai; Elba Ramalho, com o show “Do Meu Olhar Pra Fora” e Zeca Baleiro e Paulo Lepetit, com o Projeto Café no Bule, em homenagem a Naná Vasconcelos. Confira a programação completa do FIG 2016 clicandoAQUI(Com informações de Bruno Albertin/JC online (CONFIRA) e Imagens de Hilton Marques/Divulgação)

Postado por