sexta-feira, 25 de abril de 2014

Festival Viva Dominguinhos tem abertura oficial nesta sexta-feira (25)


Começa hoje (25), a partir de 21h, em Garanhuns (PE), a primeira edição do Festival Viva Dominguinhos. Em sua primeira noite de shows artísticos, na Praça Cultural Mestre Dominguinhos – antiga Esplanada Guadalajara –, o evento contará com as apresentações de Mourinha do Forró, Liv Moraes, Maciel Melo e Santanna. A expectativa é de um público superior a 20 mil pessoas. No intervalo do primeiro show, a estátua em homenagem ao músico, instalada no local, será inaugurada oficialmente.

A abertura oficial terá Mourinha do Forró no palco. Nascido no município de Correntes, também no Agreste Meridional, mas garanhuense de coração, desde menino o cantor sempre gostou do autêntico forró. Começou a cantar aos 13 anos de idade em shows de calouro de sua cidade. Aos 18 anos montou seu primeiro trio de forró e não parou mais. Mourinha morou em São Paulo (SP) por 22 anos, mesmo trabalhando o dia inteiro, não deixou de fazer o que mais gosta: cantar. Nesta sexta-feira, ele promete fazer um show para lembrar os principais clássicos do autêntico forró.

Filha do grande homenageado do festival e da cantora Guadalupe, Liv Moraes será a segunda atração da noite de saudação ao eterno José Domingos de Moraes. A música sempre esteve presente na vida da cantora, que começou a cantar aos 18 anos de idade. Em 2008, Liv participou do Festival de Música de Garanhuns, com a música “Além de Sentir”, de autoria de sua mãe Guadalupe e Sandro Haick. Seu show é um dos mais esperados, já que seu novo CD remete ao início da carreira de Dominguinhos.

Maciel Melo é a terceira atração a subir ao palco. O cantor e compositor é hoje uma referência da música nordestina. Natural de Iguaraci, cidade do sertão pernambucano, Maciel lançou seu primeiro disco em 1989. Em 30 anos de estrada, Maciel Melo conquistou muitos fãs com os seus maiores sucessos: Caboclo Sonhador, Que nem vem vem, Tampa de Pedra, Rainha, Dama de Ouro, entre outros. Artistas como Elba Ramalho, Raimundo Fagner e Zé Ramalho já gravaram composições dele.

Para encerrar a noite, Santanna, “O Cantador”, se apresenta no palco da Praça Cultural Mestre Dominguinhos. Santanna, nascido em Juazeiro do Norte (CE), é descendente de uma família de artistas, e assim teve grande influência do aboio do vaqueiro nordestino, do canto das lavadeiras, do canto das rezadeiras, violeiros e emboladores. Seu estilo tem forte influência de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”.

Secom