quarta-feira, 17 de maio de 2017

COMEÇA HOJE: Garanhuns vivencia Bienal do Livro do Agreste até o próximo Domingo


 

Cinco dias de lançamentos de livros, palestras, mesas-redondas, oficinas, contação de histórias e shows. A III Bienal do Livro do Agreste traz para Garanhuns e cidades vizinhas uma série de atividades gratuitas com o intuito de promover o hábito da leitura. O evento acontece a partir de hoje, dia 17, e segue até o domingo, dia 21, das 9 às 21h, na Praça Mestre Dominguinhos e é realizada pela Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros (Andelivros), com apoio da Prefeitura de Garanhuns.

A intenção é dar à Bienal um caráter regional, atraindo moradores de cidades vizinhas. Essa característica está reforçada pela participação ativa das escolas municipais, professores e escritores da cidade. “Estamos trabalhando para fazer uma Bienal com o tamanho e a densidade que o Agreste precisa e merece. Para isso, fizemos uma programação composta por escritores pernambucanos que vêm à Bienal autografar seus livros e trocar experiências com o público”, destacou o diretor de Feiras da Andelivros, Alventino Lima.

A feira integra o Circuito Literário de Pernambuco (Clipe), que promove feiras anuais e bienais em todo o Estado, a exemplo da Feira Nordestina do Livro (Fenelivro) que acontece em Recife, e da Feira Nacional do Livro do Agreste (Fenagreste), em Caruaru. “Queremos facilitar e incentivar o hábito da leitura. Através das feiras, buscamos transformar o livro em algo acessível a todos” disse Alventino.

PROGRAMAÇÃO – A III Bienal do Livro do Agreste reunirá escritores das mais variadas vertentes: de jornalistas a romancistas, poetas a autores da literatura infanto-juvenil, que autografarão obras e participarão de bate-papos com o público. O evento será aberto ao público às 19h de hoje, dia 17. Todas as atividades são gratuitas.

Na noite de quarta, após a solenidade de abertura, haverá palestra sobre o homenageado, o escritor Ronildo Maia Leite. Os jornalistas Francisco José (imagem ao lado), Ivanildo Sampaio, Iuri Maia Leite e Cinthya Leite – os dois últimos, pai e neta de Ronildo Maia Leite,falarão sobre a vida e obra do autor. Na sequência, jornalista Francisco José autografa o Livro “40 anos no ar”.

Entre as atrações da Bienal, está a escritora Luzilá Gonçalves (imagem ao lado), que comanda a mesa-redonda Cem Anos de Poesia em Garanhuns, na quinta-feira, dia 18, às 15h. Já as 18h30min, acontece a abertura da I Jornada Pedagógica, com a participação da homenageada e cordelista Edilene Soares (imagem abaixo)e o escritor e compositor paraibano Bráulio Tavares. O compositor Chico Pedrosa também leva sua poesia popular para a feira neste dia.

Na sexta-feira, dia 19, às 15h, os jornalistas Inácio França, Samarone Lima e José Teles conversam sobre a Realidade e a Ficção na Escrita Literária e autografam seus livros.

Já no sábado, dia 20, às 17h, a recém-lançada editora digital Paradoxum estreia em feiras. O diretor da plataforma, Paulo Rebelo, ministrará palestra sobre A Importância do Livro Digital Para Novos autores e Novos Leitores. Na ocasião, ele vai explicar como funciona o Paradoxum e de que forma ela pode atrair mais leitores através de um trabalho personalizado feito junto aos escritores.

No último dia da Bienal, às 15h, o jornalista e escritor Raphael Guerra (imagem ao lado) lança o livro Os Canibais de Garanhuns, em seguida, ele participa de um bate-papo sobre o processo de apuração e produção da obra, através da cobertura jornalística do caso. Já às 16h, a escritora Camila Milet autografa o livro Forever – Desejos sem Fronteiras. A obra conta a história de Blaire Hendrix, que vive um sonho após se mudar sozinha para um conservatório de música de Londres, L.I college, acompanhada de seu namorado 20 anos mais velho. Porém fantasmas do passado irão assombrar esse amor.

PARA A GAROTADA -  Brincadeira, música, filmes e histórias, muitas histórias, fazem parte da maratona da III Bienal do Livro do Agreste. O evento está recheado de atrações gratuitas para a garotada, para entreter os pequenos e, principalmente, despertar o interesse na leitura.

Vários autores infantis vêm prestigiar a III Bienal do Livro do Agreste. Entre eles, o bodocoense Cícero Belmar, que recentemente foi eleito para a Academia Pernambucana de Letras. No sábado, dia 20, às 16h30min, Cícero lança os livros O Presente de Júlia e Sem Pé Nem Cabeça e bate um papo sobre as obras como parte da palestra Quebrando preconceitos contra a literatura infantil.

Ainda no sábado, o escritor Josué Limeira autografa O Pequeno Príncipe em Cordel. Utilizando a linguagem de cordel, a obra é uma releitura do original de Saint-Exupéry. Através de versos e rimas, o autor relata as aventuras do Pequeno Príncipe em busca do verdadeiro valor da amizade. O autor aproveita a ocasião e lança também Dona Boca e a Revolta dos Corpos. No domingo, haverá roda de leitura de autores pernambucanos comandada pela professora Yale Feitosa.

Diariamente, as crianças também poderão conferir apresentações das escolas municipais de Garanhuns, que levarão trabalhos realizados em sala de aula para o palco da Bienal. Também na programação diária, o projeto Uma Visita Muito Especial exibirá filme para a garotada, que, na sequência, participarão de atividades recreativas e visitarão a feira acompanhadas pela equipe da Editora Paulus.

SHOWS - Os cantores Maciel Melo e Xangai integram a programação do evento e prometem embalar o público que visitar a  Bienal. Eles se apresentam, respectivamente, na noite de sexta e sábado, às 20h.
​ ​
Além do show, o cantor e compositor Maciel Melo também lançará o seu livro A Poeira e a Estrada. A publicação é uma autobiografia e traz a trajetória desse nordestino que vive intensamente o Sertão, seus personagens, histórias e paisagens. “Gosto do público que frequenta feiras de livro porque eles gostam de ouvir poesias. Além disso, o ambiente proporciona um show mais intimista”, disse Maciel. Já o cantor Xangai, que recentemente fez dupla com Maciel na novela Velho Chico, vai se apresentar no sábado (20), às 20h. Seu repertório será composto por canções de gêneros diversos, desde clássicos do Nordeste do Brasil, como Curvas do Rio, até ícones da música latino-americana, como El Carretero. Natural de Itapebi, no interior da Bahia, Xangai é compositor e violeiro, mas principalmente um intérprete, segundo ele mesmo.

OFICINAS - Um dos focos principais da III Bienal do Livro do Agreste é a capacitação. Na quinta-feira, às 10h, será realizada a oficina Eu, Repórter: a elaboração da notícia pelo cidadão, que ficará a cargo dos jornalistas Sheila Borges e Diego Gouveia. A dupla ensinará os participantes a produzir notícia conhecendo esse processo e criando um método próprio de apuração e validação da informação. (Com informações da Assessoria)

Clique AQUI e confira a ​programação completa da Bienal do Livro do Agreste. 


Postado por